01/10/2018 às 11:31

Aldeia Caiçuma do Sesc é sucesso de público e crítica

Para o vocalista da banda Los Porongas, Diogo Soares, eventos como este só valorizam a arte local
Ascom/Sesc Para o vocalista da banda Los Porongas, Diogo Soares, eventos como este só valorizam a arte local

Encerrada no último domingo a 8ª edição do Aldeia Sesc Caiçuma das Artes com um verdadeiro sucesso de crítica e público. O projeto, realizado pelo Serviço Social do Comércio no Acre (Sesc/AC), entre os dias 22 e 30 de setembro, envolveu todas as linguagens artísticas com espetáculos e oficinas nacionais e locais.

A Aldeia Sesc é um desdobramento do Projeto Palco Giratório Rede de Intercâmbio e Difusão das Artes Cênicas, realizado pelo Departamento Nacional em parceria com Departamentos Regionais do Sesc, e tem seu foco maior nas Artes Cênicas, porém, abre espaço para apresentações artísticas e culturais de diversas linguagens.

Para a diretora regional do Sesc, Debora Dantas, o evento só veio a fortalecer a cultura no Acre. “O Sesc, em parceria com a classe artística e movimento cultural como um todo, vem contribuindo no processo de formação e crescimento do fazer artístico cultural da cidade de Rio Branco e de todo estado do Acre”, disse.

Para o vocalista da banda Los Porongas, Diogo Soares, eventos como este só valorizam a arte local. “Sempre participei de eventos do Sesc, e, dessa vez, foi maravilhoso. Estava tudo organizado, todos os espetáculos com casa cheia. Isto é muito bom para os artistas da casa e de outros estados. Ano que vem, quero mais”, frisou Diogo.

Este ano, se apresentaram vários grupos acreanos e Nacionais, como Los Porongas, Moças do Samba, Verônica Padrão e A Banda Mais Bonita da Cidade, além de espetáculos teatrais como “Indocumentados”, “Agreste” e O Mambembe, e as atrações do Palco Giratório, como “Dança Anfibia” e “Animo Festas”. No total, foram 36 apresentações