24/05/2019 às 14:15

Cômite Gestor do Plano Acreano da Cultura Exportadora se reúne na sede do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/AC

ormado em 2017 por 18 instituições, o Comitê desenvolveu um diagnóstico detalhado que identifica todos os entraves necessários para a resolução de melhores relações comerciais junto aos países vizinhos
ormado em 2017 por 18 instituições, o Comitê desenvolveu um diagnóstico detalhado que identifica todos os entraves necessários para a resolução de melhores relações comerciais junto aos países vizinhos

O Comitê Gestor do Plano Acreano da Cultura Exportadora se reuniu, na manhã desta sexta-feira, 24, na sede do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/AC para discutir o I Encontro do Comércio Exterior do Acre. O evento, que será realizado nos próximos dias 6 e 7 de junho, na Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac) tem, como público-alvo, empresários e universitários.

Formado em 2017 por 18 instituições, o Comitê desenvolveu um diagnóstico detalhado que identifica todos os entraves necessários para a resolução de melhores relações comerciais junto aos países vizinhos. A intenção é que as comunidades dos municípios abrangidos pelo corredor de exportações possam ser beneficiadas.

Para o assessor técnico do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/AC, Egídio Garó, questões como essa são de suma importância. “Não falamos em impactos nacionais, mas em relação às cidades que fazem fronteira com nossos países vizinhos. Se conseguirmos estreitar as relações, será um benefício mútuo: os países, que por vezes compram produtos em locais mais distantes, poderão exportá-los do Acre; o nosso Estado, no entanto, consegue ter uma melhoria significativa nas vendas e economia”, ponderou.

Um dos organizadores do evento, o economista Carlos Estevão, explicou que falar sobre o assunto é benéfico para todas as entidades. “Precisamos conversar sobre o comércio exterior. Na ocasião do evento, entregaremos aos políticos acreanos um manifesto, no qual mostramos nossas reivindicações enquanto Cômite; além disso, queremos conversar com empresários do comércio local sobre os melhores modos de se fazer essas transações”, disse.

Importância em todas as áreas

Para o representante do Conselho Regional de Contabilidade do Acre (CRC/AC), Mateus Calegári, é importante este tipo de mobilização para o Estado. “Com isso, aquecemos o mercado local e fazemos com que o Acre comece a ter uma visão diferente do que é o comércio exterior. Melhoramos, assim, a economia e o mercado. A contabilidade precisa disso: de mais clientes, de mais empresas e, com esse caminho da exportação, conseguiremos muitas melhorias”, afirmou.

O representante do governo, Alex Barros, também participou do evento e afirmou que o Estado enxerga com bons olhos. “São 18 instituições participantes, então, vemos a seriedade do projeto. Hoje, o governo quer gerar a liquidez da economia. Sabemos que o desemprego têm aumentado e, se o setor produtivo se fortalecer, o Estado cresce”, finalizou.