02/10/2015 às 17:31 - Atualizado em 02/02/2018 às 16:37

Dia das Crianças: segundo Fecomércio/AC, 92% dos comerciantes acreanos esperam melhorias nas vendas

Segundo dados divulgados pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Acre (Fecomércio/AC), por meio de pesquisa feita pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas Empresariais do Acre (Ifepac), 92% dos comerciantes acreanos acreditam em melhoria das vendas no mês de outubro graças ao Dia das Crianças, celebrado na segunda, 12. O estudo, realizado entre os últimos dias 15 e 23 de setembro, contatou 189 estabelecimentos comerciais de 20 bairros de Rio Branco.

Deste percentual, 41% espera - apesar do acréscimo em relação aos meses antecedentes - uma redução nos lucros quando comparado ao mesmo período do ano passado, sendo que 33% apostam em vendas equivalentes as de 2014. Apenas 24% dos comerciantes se mostram otimistas quanto ao crescimento das compras no Dia das Crianças em 2015 e, destes, 49% esperam aumento médio de até 10% em relação ao ano passado.

A maior parte das vendas, para os comerciantes, deve ser de roupas (26%) e brinquedos infantis (24%). Em seguida, destaca-se a expectativa para aparelhos celulares e bijuterias. Além disso, conforme 64% dos empresários, as ruas comerciais devem estar cheias às vésperas do dia 12 e no próprio dia comemorativo e, para 32% dos entrevistados, as compras devem ser maiores na semana antecedente à data (20%).

Por conta da crise, o empresariado tem traçado estratégias para se adequar à respectiva operacional e aos níveis competitivos. Para tanto, 80% dos empresários mostram disposição para mais investimentos em promoções e estoques variados. Outros 20% pensam em mais prazos para os clientes e crédito atraente.

Modalidade à vista é preferência

Em relação ao recebimento das vendas realizadas, a modalidade à vista representa o desejo de 53% dos empresários contatados, e 42% dão preferência ao dinheiro em espécie, seguidos de outros 32% que admitem pagamento através de cartões de débito. Apenas 15% se manifestam favoráveis à conclusão das compras com recebimento mediante cartão de crédito.

Com relação ao valor de venda, 36% dos empresários estimam valor de até R$ 100, sendo 22% admitindo vendas entre R$ 50 e R$ 100. Outros 11%, porém, acreditam que venderão entre R$ 200 e R$ 300 por cliente e mais 12%, entre R$ 300 e R$ 500. Apenas R$ 12% dos empresários esperam a realização de vendas individuais acima de R$ 1 mil.

Para a Fecomércio/AC, com base na pesquisa, mesmo com as dúvidas quanto às previsões sobre o comportamento da economia do País, há uma demonstração de relativo otimismo por parte do comércio local.