29/05/2018 às 17:10

Leite materno: Sistema Fecomércio lança campanha para arrecadação de potes

Ascom Sesc/AC

“O potinho que você doa é muito importante para quem precisa”. Este é o slogan da campanha idealizada pelo Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, por meio do Programa de Saúde e Coordenação do Centro de Referência Estadual em Banco de Leite Humano da Maternidade Bárbara Heliodora, para doação de potes de vidro para armazenamento do leite materno. O lançamento foi realizado na manhã desta terça-feira, 29, e tem por objetivo mobilizar a sociedade para importância da amamentação e doação.

A população pode ajudar com a doação de potes de vidros com bordas largas, sem pinturas nas embalagens e com tampas plásticas, como os que são vendidos para armazenar café solúveis ou alguns tipos de maionese, por exemplo. A intenção é justamente fazer com que as pessoas entreguem esses recipientes no Bloco de Saúde do Sesc Bosque, o principal posto de coleta.

De acordo com o presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, Leandro Domingos, a ação visa incentivar mães que amamentam a serem doadoras voluntárias. “Nosso sistema se sente muito lisonjeado quando é demandado pela sociedade a participar de uma campanha dessa ordem. Em 2016, participamos da campanha de doação de órgãos, que foi um sucesso, mobilizamos todos os nossos funcionários e estrutura. Neste ano, resolvemos abraçar esta campanha, que tem grande importância”, refletiu.

Domingos lembrou, ainda, que, desta vez, o Sistema Fecomércio/Sesc/Senac tem três funções: “Mobilizar os nossos funcionários e a sociedade de que a amamentação é necessária até seis meses de idade para as crianças, já que é de suma importância ao bebe;  lembrar que mães que têm leite sobrando podem, sim, fazer doações às crianças que não têm acesso a leite e; finalmente, pedir à sociedade a doação de vasilhames e recipientes, para que o banco de leite materno da [maternidade] Bárbara Heliodora possa estocar esse leite. Por incrível que pareça, há muitas situações em que há doadores, mas não há vasilhames”, reiterou.

Higienização

De acordo com a diretora regional do Sesc/AC, Débora Dantas, a entidade disponibilizará ainda a higienização dos vasilhames coletados. “Faremos todo este trabalho de higienização dos potes e queremos mesmo salvar mais vidas. É importante lembrar que o bebê, para ter um sistema de imunização melhor, seja mais saudável, tem, se possível, de ser amamentado.

A coordenadora de Saúde, Thaís Roma, enfatizou ainda que, caso a pessoa tenha pote de vidro, mas apenas tampas de alumínio, poderão doar apenas os potes. “É importante ter o estoque de leite materno para que os bebês tenham esse alimento. Muitas vezes, o conteúdo dos potes de conserva acaba e as pessoas jogam o vidro no lixo ou mandam para a reciclagem. Doando, mais leite poderá ser coletado. É uma maneira sustentável de ajudar os bebês e o meio ambiente", afirmou.

Homenagens

Durante o lançamento, o Sistema Fecomércio/AC homenageou a servidora Jovelina Sales de Oliveira Angelim, que deu o início “informal” ao programa. Ao ter o filho, Jovelina produziu muito leite materno e começou a armazenar de modo completamente higienizado, com a ajuda dos colegas de trabalho, o leite materno.

“Fiquei extremamente emocionada em dar o início, em mostrar isso, porque é um sentimento muito engrandecedor ajudar a outras mães e outras crianças. Peço que mães se conscientizem quanto ao assunto e doem os potes e, também, leite enquanto estão na fase de amamentação”.

“É uma ligação muito grande entre mãe e filho”

A madrinha da campanha, Leane Teles, é mãe de duas meninas: Lis, de seis anos; e Lorena, de oito meses. “Lis mamou até um ano; já a Lorena me abandonou aos seis meses”, comentou, de modo informal, sobre o ato de amamentar.

Teles complementou que a importância da amamentação é grande não apenas para o bebê, mas a mãe. “As mães também têm seus sistemas imunológicos protegidos com o ato, e é muito mais que isso: é uma ligação que se forma entre mãe e filho: você dá ao seu filho o alimento. O sentimento é verdadeiro, você quase pode vê-lo”.

Leane considerou, ainda, que toda quantidade de potes é bem-vinda. “São pequenas vidas que serão salvas”, finalizou.