08/08/2018 às 13:24 - Atualizado em 08/08/2018 às 13:24

Mais da metade dos rio-branquenses deseja presentear os pais, diz pesquisa da Fecomércio

Quanto ao pagamento das compras, 68% da população demonstrou preferência de realização na modalidade de “à vista”
Ilustração: Prefeitura de Macaé Quanto ao pagamento das compras, 68% da população demonstrou preferência de realização na modalidade de “à vista”

Ao menos 54% da população economicamente ocupada da capital acreana deve presentear os pais no domingo, 12. Pelo menos esta é a constatação da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Acre (Fecomércio/AC), por meio de estudo feito pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas Empresariais do Acre (Ifepac) entre os últimos dias 23 e 27 de julho, junto a 200 pessoas.

Para 45% da população, ainda de acordo com a pesquisa, a gratidão representaria o principal motivo para a comemoração do Dia dos Pais; outra parcela, de 37%, considerou a oportunidade de promover brincadeiras saudáveis com a participação ativa do pai. Outros 18% idealizaram uma confraternização em família em função da data.

Quanto a definição para gastos com presentes do Dia dos Pais, 34% da população expôs que conversou antecipadamente com a mãe para comprar algo adequado ao pai. Outra parcela, de 30%, antecipou idas ao comércio em busca de novidades e; 40%, disseram que iriam checar as finanças para, em seguida, procurar bens ou serviços para a data.

Com relação a objetos de consumo para presentes no Dia dos Pais, 28% da população manifestou o desejo de comprar “calçados”; 27%, de “perfumes” e; 24%, “roupas”. Uma parcela de 14% preferiu gastar com outros “bens e serviços de consumo doméstico”.

Além disso, para 86% dos entrevistados, os gastos devem alcançar até R$ 200, aí incluídos 39%, com previsão de até R$ 50; 34%, entre R$ 50 a R$ 100 e; 13%, entre R$ 100 a R$ 200. Aproximadamente 14% admitiu a realização de gastos acima de R$ 200.

Quanto ao pagamento das compras, 68% da população demonstrou preferência de realização na modalidade de “à vista”, aí incluídos 11%, que desejaram essa modalidade, porém com o uso do cartão de débito. Outros 23% devem se utilizar do cartão de crédito e 10%, do carnê da loja.

Dentre os estabelecimentos comerciais destacados para as compras, os localizados no centro da cidade deverão contar com a preferência de 61% da população, enquanto o comércio de “shopping” e outros estabelecimentos de maior porte devem ter a preferência de 21%. Outra parcela de 18% apontou interesse pelo comércio de bairro.

Para 42% da população o gasto financeiro para o próximo Dia dos Pais deve ser de valor equivalente àquele gasto nessa comemoração no ano passado. Porém, a maioria (58%) não informou quanto à respectiva capacidade de gasto com relação ao ano passado.  

Por último, a pesquisa observou que 89% da população de Rio Branco não têm o hábito de participar de festejos do Dia dos Pais, junto a famílias de amigos.