15/12/2015 às 11:46 - Atualizado em 02/02/2018 às 16:38

Mais de 85% dos rio-branquenses devem presentar neste Natal

Pelo menos 86% da população rio-branquense deve presentear os entes queridos neste Natal, segundo estudo realizado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Acre (Fecomércio/AC), por meio do Instituto Fecomércio de Pesquisas Empresariais do Acre (Ifepac). O levantamento foi feito entre os últimos dias 27 de novembro e 8 de dezembro, e averiguou as intenções de compras dos consumidores. Os dados, porém, apontam que os números estão quatro pontos percentuais abaixo do verificado em 2014, na mesma época do ano.
Ainda de acordo com o levantamento, 64% dos consumidores devem gastar com presentes; e outros 36% devem viajar ou realizar confraternizações em família. A pesquisa avaliou o valor individual de gastos, de modo que 42% dos clientes devem desembolsar até R$ 200 por compras. Mesmo assim, 24% têm expectativa de gastos entre R$ 200 e R$ 400 e os demais, consumos acima de R$ R$ 400

Principais presentes

Pelo menos ¼ dos entrevistados afirmam que pretendem presentar com peças do vestuário, e 11% devem comprar brinquedos. Aproximadamente 7% estimam vontade de presentar com calçados e, 6%, com produtos de perfumaria. A pesquisa destaca que 28% dos consumidores não revelaram seus desejos de consumo para o Natal, embora estejam propensos a gastos.

Das pessoas com a disposição a gastos para este Natal, 34% apontam os filhos e os pais como os principais motivos. Outros 10% se mostram interessados a compras para os cônjuges e; 10%, aos namorados (as). Além disso, 19% manifestam vontade de presentear pessoas com outros laços familiares ou de afeto íntimo, como tios, avós, primos e afilhados.

A pesquisa averiguou, ainda, que 32% dos consumidores decidiram que presentear de acordo com o que o homenageado pretende ganhar. Já 20% dizem que irão definir o presente escolhido ao encontrar algo que considera relevante para a pessoa, e outros 19%, depois de visitar o máximo de lojas na cidade. Ainda com relação a este aspecto, 32% da população consumidora aponta os preços de mercado como um relevante fator de influência para a decisão de gastos no Natal, destacando 38%, que são influenciados pelas promoções; e 20%, pelos anúncios de créditos. Outros 10% elencam as “novidades” como importante fator de influência a gastos.

Modalidade de pagamento

De acordo com o levantamento, 65% dos consumidores pretendem comprar na modalidade à vista. Destes, 48% devem utilizar o cartão de débito e, 31%, dinheiro em espécie. Além disso, 24% devem optar pelas compras a crédito, sem juros a contabilizar. Para a modalidade de pagamento parcelado sem juros, 55% desejam da mesma forma a utilização do cartão de crédito para pagamento. A pesquisa observa, ainda, que 52% dos consumidores não vão usar limites de créditos para os gastos do Natal 2015, mas 38% devem usar limites do crédito bancário (cheque especial) ou do cartão de crédito para esses gastos. Os demais (10%) não se manifestam quanto à questão.

Conforme 52% dos consumidores do Acre, de acordo com o levantamento, o 13º salário contribui para aumento dos gastos no Natal. Porém, 31% devem utilizar esse recurso no pagamento de dívidas. Dos demais, 6% não recebem 13º salário e 3% demonstram preferência a uso em viagens.