02/12/2015 às 14:10 - Atualizado em 02/02/2018 às 16:38

“Mercado automobilístico continua em retração no País, mas Acre está em patamares aceitáveis”, diz presidente do Sinvvea

A crise na indústria automobilística se aprofunda e começa a preocupar o setor, tendo em vista às quedas nas vendas de veículos novos em todo o mercado nacional, que chegou a 25% no acumulado do ano. O percentual é superior ao acumulado de outubro, de 24,3%. No Acre, porém, a retração na demanda é registrada, mas em patamares aceitáveis, segundo afirma o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Veículos de Rio Branco (Sinvvea), Leandro Domingos.

Ainda de acordo com o Domingos, as vendas têm tido queda sistemática desde o mês de janeiro, mas, no Acre, constata-se que as comercializações, quando comparado o mesmo período de 2015, foram de 7,37% menores que o verificado em 2014. “Portanto, bem menor que a queda de vendas no mercado nacional”, reitera.

A redução no volume de negócios do setor de automóveis tem se dado, segundo o presidente, pela restrição da concessão do crédito e exigência de um alto percentual de entrada na aquisição do veículo. “As financeiras, levadas pela incerteza quanto ao futuro da economia nacional, têm sido rigorosas na liberação do crédito, e isto afasta o consumidor”, afirma.

Apesar da atual situação preocupante, o setor acredita em recuperação já no mês de novembro, tendo em vista que as festas natalinas estimulam o consumo. “E as pessoas podem voltar a comprar. Pelas estatísticas, dezembro sempre foi um bom mês de vendas”, ressalta Domingos, lembrando que as concessionárias costumam fazer grandes promoções nesta época por conta da renovação do estoque.