29/01/2018 às 17:40

Para Fecomércio/AC, 2017 termina com melhora nas vendas

Na comparação com novembro do ano passado, ainda de acordo o estudo, o indicador evoluiu 1,4% na série com ajuste sazonal
Governo do Brasil Na comparação com novembro do ano passado, ainda de acordo o estudo, o indicador evoluiu 1,4% na série com ajuste sazonal

O ano de 2017 terminou com melhora da percepção sobre a situação nos negócios e com a retomada do otimismo. Esta é a avaliação do presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Acre (Fecomércio/AC), Leandro Domingos, diante da avaliação da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) em relação ao Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) que, em dezembro de 2017, atingiu 109,2 pontos, mantendo-se acima da zona de indiferença, de 100 pontos.
 
Na comparação com novembro do ano passado, ainda de acordo o estudo, o indicador evoluiu 1,4% na série com ajuste sazonal e, diante de dezembro de 2016, o aumento foi de 10,2%. Além disso, a CNC estima que o Natal tenha alcançado, em todo o Brasil, R$ 34,9 bilhões em volumes de vendas, montante 5,2% acima do mesmo período do ano anterior.
 
Para Domingos, este cenário sugere que a confiança empresarial deve continuar avançando nos próximos meses. “Embora se espere alguma volatilidade em função dos níveis ainda elevados de incerteza política e da votação de reformas estruturantes, como a da Previdência”, explica.
 
No Acre, ainda segundo o presidente, o indicador de emprego previsto, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), atingiu o maior patamar desde março de 2014. “A maior contribuição para variação foi dada pelo comércio (1,47 pontos), seguido pela construção civil (0,85 pontos). O emprego é o principal termômetro para a economia, pois retrata o aumento direto do consumo”, enfatiza.
 
[melhorar-as-vendas-blog-promopress] O presidente cita ainda a Pesquisa Mensal do Comércio, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em que o índice e variação do volume de vendas no comercio varejista, no Acre, foi de 98,3, com ajuste sazonal de 1,1% em relação ao mês anterior. “Sendo o maior desde dezembro de 2016, que apresentou o índice de 87,1 e ajuste sazonal de -1,1 em relação ao mês anterior. Já com relação ao índice e variação da receita nominal de vendas no comércio varejista alcançou 117,2 pontos. Os números indicam a recuperação da economia e das vendas, resultado da retomada confiança do consumidor e do empresário”, finaliza.