25/04/2016 às 17:03 - Atualizado em 02/02/2018 às 16:39

Senac realiza formatura de 300 alunos do Programa Aprendizagem

Alunos do Programa de Aprendizagem do Centro de Educação Profissional (CEP) do Senac realizaram na tarde de terça-feira, 19, encerramento de 11 turmas, com mais de 300 alunos nos cursos de Serviços Administrativos, Serviços de Vendas e Serviços de Operações em Supermercados. A solenidade contou com a presença diretora regional, familiares de alunos e empresas parceiras do Programa.

São 1.000 horas de curso, sendo 400 horas aulas teóricas e 600 horas aulas de atividades práticas realizadas em todos os setores das empresas que são parceiras do Programa de Aprendizagem. Para que o programa atenda seus objetivos, é imprescindível a participação efetiva das empresas como parceiras das ações de aprendizagem desenvolvidas. O bom funcionamento dispõe uma interação entre os diversos fatores do processo educativo, de forma que o “contrato de aprendizagem” seja assumido na perspectiva de uma ação social e cidadã, e não como atividade restrita simplesmente ao atendimento de uma obrigação legal.

A coordenadora do Programa de Aprendizagem do Supermercado Araújo, a assistente social Eliene Silva, garante que, durante a execução do programa, a empresa tem uma única missão: ensinar que o trabalho com excelência e a forma para se conquistar os sonhos com honestidade. “Nossa empresa é uma escola, eles são cobrados pela postura, dedicação e apresentação pessoa. Por conta de toda disciplina, alguns ficam no caminho. Mas nossa Diretoria Administrativa e Operacional garante que todo jovem que tenha desenvolvimento positivo na parte teoria no Senac e durante o estágio, esses terão oportunidade em nosso quadro funcional. Vários jovens passaram pelo Programa e foram contratados após a conclusão do curso, construindo uma historia de sucesso.

A aluna recém-formada e contratada pelo Supermercado Araújo através do curso de Aprendizagem Profissional Comercial em Serviços de Supermercado, Andressa Silva Gadelha, fala da importância em concluir o curso. “Com muita alegria que concluímos mais uma etapa em nossas vidas. Para nós, alunos, cada esforço valeu muito a pena para a construção de caráter de cada um da maior escola de todas, a escola da vida. A jornada é longa e nos reserva grandes surpresas”, ressalta.

O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), instituído pela Lei n.º 8.069, de 13/07/90, considera adolescente a pessoa entre 12 e 18 anos. Ao dispor sobre o direito à profissionalização e à proteção no trabalho (Art. 60), proíbe qualquer trabalho a menores de 14 anos de idade, salvo na condição de aprendiz. Considera Aprendizagem a formação técnico profissional ministrada segundo as diretrizes e bases da legislação de educação em vigor, obedecendo aos princípios de garantia de acesso e frequência obrigatória ao ensino regular; execução de atividades profissionais compatíveis com o desenvolvimento do adolescente; e horário especial para o exercício dessas atividades.

Histórico do Programa de Aprendizagem do Senac

O Programa de Aprendizagem Profissional Comercial oferece uma ampla grade de cursos a jovens de 14 a 24 anos que são encaminhados pelas empresas do Setor do Comércio de Bens, Serviços e Turismo.

Depois de firmada a parceria com o Senac, os empresários do Setor do Comércio assinam a carteira do jovem aprendiz em uma ocupação reconhecida pela Classificação Brasileira de Ocupações, por meio de um contrato de trabalho especial e legislado pelo Ministério do Trabalho e Emprego. O jovem então é matriculado em uma das cerca de 600 unidades do Senac em todo o país.

Durante um período máximo de dois anos, ele alterna jornadas na escola de educação básica, no Senac e na empresa, com direito a remuneração com base no salário mínimo, além de toda proteção previdenciária e trabalhista.

Além dos conhecimentos teóricos e práticos adquiridos nos cursos, os jovens participam de atividades extras e são estimulados a desenvolver autoestima, criatividade, cidadania, responsabilidade e ética.

O Programa de Aprendizagem Profissional Comercial possibilita a formação de jovens trabalhadores competentes e, mais que isso, incentiva a formação de cidadãos ativos e conscientes da força de seu trabalho.

A instituição visa qualificar e desenvolver o futuro profissional dos alunos, para o trabalho em atividades do comércio de bens, serviços e turismo, incentivando e propiciando o surgimento de cidadãos ativos e conscientes de sua força de sua aprendizagem.