23/02/2016 às 10:57 - Atualizado em 02/02/2018 às 16:38

Turismo se mobiliza para combater o Aedes aegypti

O Ministério do Turismo está mobilizado para combater o mosquito Aedes Aegypti, transmissor das doenças dengue, vírus zika e febre chikungunya. Um conjunto de ações tem sido desenvolvido  para informar a necessidade de eliminação dos criadouros do mosquito e os cuidados necessários para proteger a população. Material informativo para cerca de 56 mil estabelecimentos em diversos cantos do país, hotéis, bares e restaurantes, agências de viagens e transportadoras, com orientações de combate ao mosquito, tem sido distribuído desde o inicio do mês de janeiro.

Segundo informações do Ministério da Saúde, mais de 30% dos estabelecimentos no Brasil (comércio, órgãos públicos e residências) já foram vistoriados por agentes de saúde ou das Forças Armadas para combate ao mosquito. Durante a visita são dadas orientações de combate ao foco de proliferação do mosquito, muitas vezes, a prevenção já é feita na hora.

No Acre, a secretária turismo, Raquel Moreira explica que está, através do cadastro dos prestadores de serviços turísticos, o Cadastur, realizando a campanha em mais de 400 estabelecimentos. “Nós temos aqui no Acre 470 empresas cadastradas e nós enviamos a esses estabelecimentos um documento pedindo que tenham cuidado. Que fiscalizem seus ambientes e entrem nessa campanha Zika Zero, que é um problema não só do poder público, mas de todos”, disse.

A Secretária enfatiza ainda que o combate é importante, pois afeta diretamente os turistas que vem visitar nosso estado e com isso o setor do turismo.

Em Rio Branco, os hotéis da rede Irmãos Pinheiros, visando combater possíveis focos de reprodução do Aedes Aegypti, mantém um funcionário responsável pela fiscalização. “Nós temos uma pessoa responsável pelo trabalho de limpeza das áreas externas como os jardins, calçadas e arredores, ele é orientado a ter uma atenção especial à possíveis focos do mosquito. É um jeito que nós encontramos de combater as doenças causadas por ele”, explica Jonas Moreira, Gerente Interino dos hotéis Pinheiro e Inácios.

Sistema Comércio

O Sistema CNC-Sesc-Senac também está participando da mobilização nacional de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de zika, dengue e chikungunya.

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo participou da 277ª reunião do Conselho Nacional de Saúde (CNS), em que o assunto teve prioridade. A articulação dos diversos setores da sociedade, entre eles o empresariado, foi avaliada como ponto fundamental para o sucesso das ações.

Os departamentos nacionais e regionais do Sesc e do Senac, assim como a CNC, vêm desenvolvendo diversas ações de divulgação e conscientização para auxiliar no combate ao Aedes Aegypti.